10 DICAS PARA UMA BOA INSTALAÇÃO ELÉTRICA PARA SUA CASA (PARTE 1)

Na hora de reformar ou construir, muitas dúvidas surgem na cabeça de nossos clientes.

Como dar mais segurança, organização e funcionalidade às instalações elétricas da residência?

As dicas a seguir podem ajudar nisso, tanto na fase do projeto como na execução.

  1. Contrate um engenheiro ou técnico experiente e habilitado junto ao CREA do seu estado, para a elaboração de um projeto em conformidade com as normas técnicas da ABNT NBR 5410 (instalações elétricas de baixa tensão) e da concessionária de energia. Um bom projetista vai dimensionar corretamente a entrada de energia, as tubulações, a fiação, os disjuntores e realizar a distribuição adequada dos circuitos (chuveiros, condicionadores de ar, motores, bombas, fornos, lavadoras de roupas e de louça, tomadas e iluminação). Além de mais segurança às instalações, o projeto ajuda a evitar retrabalhos por falta de planejamento.
  2. Contrate um eletricista experiente e com boas referências de trabalhos bem feitos.
  3. Prever tomadas elétricas bem distribuídas, além da quantidade que a norma exige, aumenta o conforto dos ambientes, principalmente se você gosta de mudar a posição dos móveis todo ano.

    Fio elétrico com selo do Inmetro
  4. Instale cabos, disjuntores e demais componentes, todos de boa qualidade. Cuidado com os cabos! Eles precisam ser antichama, atender as normas ABNT e possuir certificado do Inmetro, assim como os eletrodutos.

    Caixa com disjuntor e DPS montada  pela Engerey Painéis Elétricos.
  5. Instale uma caixa com dispositivos de proteção contra surtos (DPS), na mureta da entrada de energia pois ajudam na proteção dos aparelhos eletrônicos contra surtos de tensão vindos da rede elétrica da concessionária.
  6. Execute um bom aterramento na entrada de energia, indispensável na proteção contra choques elétricos.
  7. Eletroduto não é caro! Dimensione eles com mais espaço para facilitar a passagem de mais cabos se um dia precisar. Há previsão de cargas futuras na área externa? Então instale caixas de passagem e eletrodutos subterrâneos reservas, já com um fio ou arame guia, principalmente sob as áreas com piso.
  8. Use eletroduto corrugado reforçado nos trechos com lajes para evitar o esmagamento do duto no processo de concretagem.
  9. As emendas nos condutores elétricos devem ser feitas somente nas caixas de passagem, com fita isolante de boa qualidade. Emendas com bom contato elétrico evitam aquecimento e gastos com perda de energia.
  10. Use a cor azul claro para o condutor neutro, verde ou verde/amarelo para o terra e uma outra cor diferente dessas para a fase. Seja fiel! Não bagunce as cores no final da obra.